O que é síndrome de pânico?

A síndrome de pânico é uma doença caracterizada por crises de medo absoluto ou desespero, e sempre é provocada por alguma situação específica.Mas mal se conhecem que consiste esta doença e sobretudo porquê afeta dessa maneira.

As pessoas que padecem desta doença, durante os ataques de pânico, têm a impressão que vão morrer, o batimento cardíaco se acelera, têm suores, sensação de falta de ar, sensação que vão a desmaiar-se, pressão na cabeça, também podem ter crises noturnas e despertar sobressaltadas.
sindrome-panico
Muitas pessoas que sofrem deste tipo de ataque têm medo a estar em espaços abertos ou no meio de muitas pessoas.
É considerada uma doença psiquiátrica grave, mas pode ser controlada e curada meio de terapia e medicação. Desta forma a exposição a situações que provocam pânico vão gradualmente eliminando esse censo.

É uma reação do organismo a uma situação estressante, perdas afetivas, financeiras, mudanças de estilo de vida.Muitas pessoas têm também pensamentos constantes sobre doenças e ainda quando todos os exames sejam normais seguem sustentando para si mesmas que estão doentes, outras podem ter pensamentos obsessivos.Também ocorre que muitas vezes a simples possibilidade de entrar em um avião, passar ao lado de um abismo, já desencadeia a crise, outras ao ir por exemplo ao cinema, teatro, restaurante etc. e procuram sentar-se perto da saída tendo o pensamento que se algo ocorresse elas poderiam imediatamente escapar.

Muitas vezes as primeiras crises surgem subitamente em situações normais e habituais. As possíveis causas de aparição da doença podem ser:
são as mais comuns, reação a um estado de stress, a uma situação difícil ou de difícil solução, pode ser profissional, afetiva, financeira ou de saúde.
Alterações do organismo provocadas por medicamentos, abuso de álcool ou você droga.

A medicação sempre será dada pelo especialista segundo o caso, existem muitos fármacos que se utilizam para o tratamento desta doença, mas cada caso é um caso, por isso a médica avaliará qual é o melhor tipo de medicação e terapia a ser realizada.
O pior deste tipo de transtornos talvez não seja a crise em sim mesma, mas o intervalo entre elas, já que é impossível saber quando voltará a ocorrer, podem passar minutos ou às vezes meses, até ter um novo episódio.
Depois de ter tido muitas crises há pessoas que podem não sentir mas sintomas físicos mas continuam tendo medos, que elas mesmas sabem não são lógicos, por exemplo, dirigir novamente seu automóvel, tomar um ônibus, participar de reuniões, viajar etc., e se teve crises noturnas pode desenvolver o medo a dormir.

O tratamento envolve acabar com os sintomas físicos que acostumam passar rapidamente com medicação em conjunto a realização de terapia. Muitos médicos aconselham ao paciente fazer ginástica, porque esta libera [endorfinas] que são nossos antidepressivos naturais e aumentam a sensação de bem-estar, também a ioga, meditação,massagens de relaxamento, ajudam muito, também é conveniente diminuir o álcool e a cafeína.

A síndrome de Pânico é um transtorno curável, mas deve ajustar-se a um tratamento que não pode ser abandonado. Qualquer pessoa que identifica alguns dos sintomas mencionados, jamais deve automedicar, deve procurar imediatamente a ajuda médica, pois se trata de uma doença totalmente controlável e curável.

Publicidade

Leia Também

ACUPUNTURA CONTRA O STRESS
  • Dicas para seguir dietas

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>