FARINHA DE PEIXE

A natureza é quem, desde tempos remotos, proporciona ao ser humano a comida, o abrigo e os recursos para uma vida melhor.

A pesca é uma das atividades mais importantes através dos tempos, proporcionando um dos alimentos com uma das mais altas percentagens nutricionais da pirâmide alimentícia.

Os produtos marinhos têm uma grande variedade e também se utilizam para criar subprodutos muito importantes para outras indústrias, aparte da pesqueira, como o é a farinha de peixe.FARINHA DE PEIXE

Pescado

O peixe tem uma das carnes mais ricas em proteínas e gorduras do mundo aquático.

Os organismos pequenos encontrados no oceano são abundantes. Existem, aproximadamente, 40.000 espécies de organismos aquáticos, mas são poucas as que permitem capturas remunerativas para a pesca. Olhe o show de centavos e se informe.

Farinha de peixe

Ao princípio, a farinha de peixe era considerada somente sobras dos peixes. Atualmente, existem fabrica que se dedicam especificamente à fabricação da farinha de peixe, pois se conhecem seus altos valores nutricionais, não somente para os humanos, também para o gado e as aves, lhes proporcionando um melhor estado de saúde e um desenvolvimento mais adequado, elevando a qualidade destes animais e diminuindo as despesas a seus donos.

Os métodos para converter o peixe em farinha são muito diversos. Todos eles empregam o calor para coagular as proteínas do peixe. Os dois métodos mais utilizados para a preparação da farinha de peixe são:

* A dessecação direta: se desidrata o peixe por meio do calor e depois se tritura, cuidando que, uma vez triturado, se mantenha seco.

* O cozimento antes da dessecação: O peixe é cozinhado para coagular as proteínas e romper as células adiposas, buscando que se expulsem como água e azeite, depois se procede com a dessecação.

O maior problema do armazenamento da farinha de peixe é o tempo pois, igual ao peixe em seu estado natural, sua decomposição é rápida. A maneira em que a indústria pesqueira e, mais especificamente as fábricas de farinha, mantêm suas produções em bom estado é a refrigeração.

A diminuição da umidade do peixe é importante para a redução do crescimento de bactérias e a atividade enzimática. Os antioxidantes são básicos para estabilizar o armazenamento higiênico da farinha de peixe, estes produtos ajudam a que seu conteúdo proteico se deteriore em um tempo mais longo e que não perca seu valor energético, uma qualidade bastante popular deste grande subproduto do mar.

Farinha de peixe e as outras indústrias

O conteúdo proteico da farinha de pescado flutua entre o 60 e 75%, tem um conteúdo equilibrado de aminoácidos essenciais para a alimentação. Conheça a promoção www.provougostou.com.br

Os principais consumidores de farinha de peixe são os países asiáticos, como Chinesa, e a União Européia.

Riscos da farinha de peixe

Os maiores riscos ocorrem à hora da fabricação deste subproduto e estão relacionados com a temperatura, pois, a farinha de peixe pode apresentar uma combustão espontânea; portanto, deve ser cuidado à hora de armazená-la e transportá-la a ventilação, o controle nas mudanças de temperatura e a distribuição.

Publicidade

Leia Também

Como saber se o peixe é fresco
  • OS BENEFÍCIOS DO PÃO INTEGRAL
  • WWW.VITAHERVAS.COM.BR, VITA HERVAS
  • Como seduzir o signo peixe
  • PÃO DE SOJA

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>